Make your own free website on Tripod.com

TECLA 2

Dorival, preguiçoso e discreto, liga o transmissor eletrônico de pensamentos para a casa da Wilminha e logo esta surge em seu cérebro, aconchegada nas cobertas, de corpo de beleza frágil como asas de borboleta, mas estrutura de pele firme como a pata duma gazela. O rosto de Wilminha aparece no cérebro de Dorival como um sonho de pele líquida. Ele pensa para ela captar - "Você não quer passar aqui de tardezinha, tomar de licor de goivos e ser das poucas pessoas da cidade que hoje vão acompanhar o Norman Mailer escrever sobre a nova Europa? Ele vai escrever esse artigo às 17 horas de Brasília e, na medida que ele for escrevendo, sai nos terminais na língua de cada país".
Wilminha fica encantada
Wilminha esnoba Dorival